Deputado Lincoln Portela alerta sobre a violência contra a mulher no Brasil

 

 O deputado Lincoln Portela, líder do bloco parlamentar PR-PTdoB-PRP-PHS-PTC-PSL-PRTB, fez um discurso no Plenário da Câmara, alertando sobre os tipos de violência sofrida pelas mulheres no país. O parlamentar pediu empenho da Casa para resolver questões relacionadas à violência física, discriminação, assédio e outros.

“Vivemos sob o impacto diário da cultura da violência existente no Brasil desde sempre, violência essa que atinge de forma mais contundente as mulheres, seja ela física, psicológica, sexual, patrimonial ou moral”, disse o parlamentar.

O líder citou o “absurdo” número de 100 mulheres que sofrem espancamento por dia no país, vítimas de violência doméstica. “O Congresso Nacional, como um todo, e a Câmara dos Deputados, em particular, (…) estamos todos trabalhando com afinco, porém precisamos trabalhar um pouco mais ainda para, num esforço maior, valorizarmos a mulher”, pediu o deputado.

Lincoln Portela ainda citou a discriminação que as mulheres sofrem em seus ambientes de trabalho. “Se já provaram seu valor, não se justifica mais que as mulheres sejam tratadas como cidadãs de segunda classe”, concluiu.

14º e 15º salários

O Jornal Correio Braziliense divulgou no mês de maio os seis deputados que abriram mão do 14º e 15º salários. O deputado federal Lincoln Portela, líder do Partido da República na Câmara é um dos parlamentares.

A reportagem destaca que ainda faltam 507 parlamentares aderirem pelo não recebimento das gratificações. Segundo o jornal a pressão para o líder do PR veio das redes sociais: “Meus eleitores encorajavam essa ação. Afinal, pagam meu salário e são a quem devo satisfação”, concluiu.

Fonte:www.lincolnportela.com.br

Esta entrada foi publicada em Notícias, Sem Categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.